10/12/2021 às 08h52min - Atualizada em 11/12/2021 às 07h20min

As vantagens que a adubação foliar orgânica pode trazer

Adubação Foliar Orgânica é onde os nutrientes são absorvidos pelas partes aéreas das folhas e entender sua importância.

DINO
https://www.sitiopema.com.br/
adubação foliar orgânica

Assim como todos os seres vivos, as plantas também precisam se alimentar. A Adubação Foliar Orgânica funciona exatamente para proporcionar os alimentos para às plantas. Que é a forma de fornecer à planta todos os nutrientes necessários para garantir o seu desenvolvimento, que não estão disponíveis para ela de forma natural. Através dessa necessidade de sobrevivência das plantas, que funciona a Adubação Foliar Orgânica ajudando as folhas a absorver os nutrientes pela sua superfície. De forma passiva e ativa. Vantagens e desvantagens da adubação foliar. Como todas as técnicas, a adubação foliar tem suas vantagens e desvantagens. A técnica ajuda a estabelecer o equilíbrio nutricional das plantas ainda na lavoura, ajustando seus níveis nutricionais. As vantagens e desvantagens são: Vantagens: Alto índice de utilização por plantas de nutrientes aplicados; Correção a curto prazo de deficiências; Contornar restrições de absorção de nutrientes pelo solo; Doses totais de micronutrientes geralmente são menores que via solo; Possibilidade de aplicação de micronutrientes com tratamentos químicos. Desvantagens: Pode elevar o custo dos produtos e custo da aplicação extra; Idade da folha: vegetações muito novas, que não estão totalmente desenvolvidas, não têm a capacidade de absorção dos nutrientes e podem sofrer danos; Menor poder residual da disponibilidade de nutrientes; Podem ocorrer incompatibilidades com outros produtos. Tipos de Adubação Foliar A Adubação Foliar pode ser dividida em 6 tipos diferentes, que serão explicados abaixo: 1. Nutrição Foliar Preventiva Usada com a aplicação de um ou mais nutrientes, porém apresenta os resultados menos comprovados. Essa prática pode corrigir em um ou mais nutrientes que estejam em níveis mínimos exigidos. Para atingir um número alto de produção quando os solos são pobres. A adubação foliar preventiva também pode ser usada para prevenir danos causados por geada. Pois a aplicação foliar propicia aumentar a concentração de sais na seiva, o que permite diminuir o seu ponto de congelamento. 2. Nutrição Foliar Corretiva Este tipo de adubação foliar é recomendada quando a planta tem deficiência nutricional. Possui resultado eficaz como adubação, pois permite a rápida correção da deficiência. Porém, por exigir a correta identificação do problema, uma técnica que demanda tempo, acaba sendo mais comum em culturas perenes. 3. Nutrição Foliar Substitutiva Técnica utilizada quando a adubação foliar pode substituir a adubação aplicada direto ao solo. Essa técnica é mais comum para micronutrientes. No caso dos macronutrientes, são raros os casos em que é comprovada sua eficiência. 4. Nutrição Foliar Complementar É utilizada para complementar a adubação tradicional realizada através do solo. Mais eficiente em plantas perenes, principalmente para a aplicação de cálcio em plantas de clima temperado. Visando a diminuição de distúrbios fisiológicos de pós-colheita. 5. Nutrição Foliar Suplementar No Estádio Reprodutivo Esta forma de aplicação foliar tem como objetivo suplementar os nutrientes cultivados em lavouras em solos com adequado estoque de nutrientes, durante a fase de enchimento de grãos. O princípio em que se baseia esta forma de adubação foliar é o de que, durante a fase de enchimento dos grãos, os grãos são o principal dreno de fotoassimilados produzidos, sendo que o estoque do solo é insuficiente para o seu desenvolvimento. Isto provoca a mobilização e translocação dos nutrientes das folhas, promovendo a falta de nutrientes necessários. Assim, a reposição via adubação foliar mantém as folhas ativas durante um período maior. 6. Nutrição Foliar Estimulante Esse tipo de adubação tem como princípio a aplicação nas folhas de nitrogênio, fósforo e potássio (NPK), que proporciona em pequenas doses, aumentos na quantidade destes adubos em quantidades superiores às aplicadas. Através de efeito estimulante da adubação foliar sobre a adubação radicular. Esse tipo de adubação é recomendado quando as culturas de alta produtividade não têm uma carência nutricional. Tendo efeito de curta duração e tendo eficácia que depende do uso de uma formulação equilibrada. Importante reforçar que a maioria dos trabalhos publicados no Brasil com utilização de adubação foliar estimulante não teve o efeito esperado pelos pesquisadores. Há também uma outra forma de adubação, que é através de Microrganismos Eficientes . Caso queira saber mais sobre essa técnica de adubação foliar orgânica, temos um artigo focado nesse assunto. Para aqueles que precisam reforçar os nutrientes das plantas, a adubação foliar orgânica pode ser o caminho para valorizar a planta, e ajudar ela a ter a melhor saúde possível.



Website: https://www.sitiopema.com.br/
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Envie Matéria pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp