11/06/2021 às 11h42min - Atualizada em 11/06/2021 às 11h42min

Mato Grosso do Sul deve receber 210 mil doses da Janssen nos próximos dias

O Estado solicitou o fundo de reserva do Ministério da Saúde, que representa 5% do total das doses sentidas para o Brasil

Mato Grosso do Sul deve receber 210 mil doses da Janssen na próxima semana - Divulgação

Mato Grosso do Sul deve receber doses extras da vacina Janssen nos próximos dias, quando ela chegará ao Brasil. De acordo com o secretário Estadual de Saúde, Geraldo Resende, o quantitativo do imunizante, que possui dose única, será em torno de 210 mil.

A princípio, o Ministério da Saúde tinha reservado 38.400 doses da patente para Mato Grosso do Sul. Contudo, mas o Estado solicitou o fundo de reserva da pasta, que representa 5% do total das doses sentidas para o Brasil.

Resende afirmou que o recebimento da reserva ainda não foi oficializado pelo Ministério, mas "conversas adiantadas" indicaram que Mato Grosso do Sul deve ser beneficiado com as doses.

O presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Mato Grosso do Sul (Cosems), Rogério Leite divulgou um vídeo onde confirma o recebimento.

"5% de 3 milhões e 55 mil doses que serão destituídas ao Brasil, destituídas à população sul-mato-grossense, que os secretários municipais junto ao secretário estadual que deliberar a distribuição e utilização dessas vacinas no Estado", especiais.

A senadora Simone Tebet (MDB-MS) também disse em vídeo divulgado em suas redes sociais que o Estado receberá os imunizantes.

"Nós conseguimos o compromisso do ministro [Marcelo Queiroga]. Em torno de 120 mil doses encaminhados para Mato Grosso do Sul. A vacina está para vencer e nós conseguiremos aplicar em cerca de 48 horas, e atualmente nós somos o epicentro da pandemia no Brasil ".

 

Resende assegurou ao Correio do Estado que, se o Ministério oficializar o envio, já que 38 mil doses calculadas serão distribuídas proporcionalmente à Capital e ao interior. 

Para o quantitativo extra, do fundo de reserva, é almejado realização de um estudo nos municípios de fazem fronteira com o Paraguai e a Bolívia. "Queremos fazer um bloqueio sanitário, imunizando a população e fazendo um estudo na nossa fronteira", afirmou o secretário.

Ponta Porã, que faz divisa com o Paraguai, é um dos municípios que mais informa com a ocupação de leitos atualmente no Estado. O prefeito do município, Hélio Peluffo (PSDB), anterior no início desta semana (7) que a cidade estava "empilhando corpos".

Na quarta-feira (9), o Cosems adicionou ao Ministério de doses necessárias da Janssen (1.862 milhões) para vacinar todo o Estado, se tornando assim um estudo pioneiro mundialmente, tendo uma unidade federativa inteira imunizada.

Uma massa negou uma solicitação de Mato Grosso do Sul para vacinar toda a população em 5 dias na quinta-feira (10), quando o Estado iniciou uma tentativa de garantir o fundo de reserva para imunizar recupera na região de fronteira.

 

O lote com 3 milhões de doses do imunizante deverá chegar ao Brasil na próxima semana, quando estiver perto do prazo de validade, que é 27 de junho. Desta forma, o país vai ter de 10 a 14 dias para distribuir e aplicar como vacinas.

O mapa do Programa Prosseguir foi divulgado na quinta-feria (10) pelo governo Estadual e mostra 43 dos 79 municípios na bandeira cinza, considerada como grau extremo para o contágio da Covid-19.

É o pior cenário já indicado pelo mapa. Entre as cidades na bandeira cinza, também consta Campo Grande. 

Agora, os 43 municípios de Mato Grosso do Sul devem cumprir a risca o decreto estadual, que determinar o funcionamento apenas de atividades essenciais por 15 dias.

 

Janssen

Foi firmado acordo com o laboratório Janssen para que o Brasil receba 38 milhões de doses da patente, com entrega prevista para 3º e 4º trimestre do ano.  

O imunizante precisa apenas de uma aplicação, diferente da maioria aplicada, atualmente que duas doses, como a AstraZeneca, Coronavac e Pfizer.

Ela possui 85% de eficácia para casos graves e oferece proteção completa contra hospitalização e morte pela Covid-19.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Envie Matéria pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp